Bayard Demaria Boiteux (1916 - 2004)

NA ESCOLA, TAL COMO NO MUNDO, TODOS SOMOS PROFESSORES E TODOS SOMOS ALUNOS.
(Faculdade Economia Porto)

quinta-feira, agosto 22, 2013

Professores: o regresso do filho pródigo?

Tantas insnuações, por parte do MEC, sobre a redução da despesa, com redução do número de professores, porque a taxa de fecundidade tuga era muito baixa, quiçá crise de zigotos..., para depois, o medo do despedimento dar lugar à satisfação de transformar a revolta, a favor de um voto inútil nos partidos deste desgoverno.
A crítica dos professores tem destas coisas insólitas...
A maior parte dos quadros de escola, obrigados a concorrerem para a mobilidade interna, foram recuperados e os suspiros de alívio ultrapassaram as expetativas iniciais.
Agora a batata quente está nas mãos dos QZPs que serão obrigados a deslocarem-se para distâncias turísticas, do estilo, vá trabalhar para fora cá dentro.
Estes poderão de ter de lecionar disciplinas afins às da habilitação própria/suficiente:
Professores de Filosofia ocuparem lugares de História, ou de História lecionarem Geografia, ou de Geografia ensinarem Economia/Contabilidade, etc., etc.
Mas os professores contratados continuarão a ver a sua situação precária cada vez mais negra.
Mas, para o ano letivo de 2014/15, os aflitos serão os quadros de escola e os QZPs irão sentir na pele, a atual situação dos professores contratados.

Nenhum comentário: