Bayard Demaria Boiteux (1916 - 2004)

NA ESCOLA, TAL COMO NO MUNDO, TODOS SOMOS PROFESSORES E TODOS SOMOS ALUNOS.
(Faculdade Economia Porto)

sexta-feira, fevereiro 28, 2014

Decreto-Lei n.º 26-A/2014

O Regresso dos Vivos mortos...?

O Governo, às escuras da vida pouco clara, já criou a norma dos BMWs e companhia, digo fatura da sorte:
Neste contexto, é criado um sorteio, a que ficam imediatamente habilitados a participar todos os consumidores finais, relativamente a todas as faturas emitidas e comunicadas à AT que contenham o número de identificação fiscal dos adquirentes, num determinado período.
 
O Governo apenas se preocupa com a economia paralela ilegal, mas não com atividade paralela legal, como a energia, a água e os combustíveis...
Nas águas, a respetiva PPP continua em coma, na parte que se refere às responsabilidades dos consumidores e viva, na que se refere aos benefícios dos amigos.
A merda do deficit continua a ser razão que parece justificar o aparente excesso de consumo, por parte das famílias.
Por outro lado, algumas câmaras inventaram uma receita que já não deriva do consumo, mas na sorte que a empresa das águas proporciona no serviço disponibilizado (ser um felizardo por lhe colocarem canalização, junto do local de residência?):
Tarifa de Disponibilidade de Água
e
Tarifa de Disponibilidade de Resíduos Sólidos

segunda-feira, fevereiro 24, 2014

EB2/3 Nogueira: uma Gestão de Escanos Lagarteiros...1

A EB2/3 Nogueira integrada, neste momento, no agrupamento de escolas Alberto Sampaio, tem uma gestão muito interessante, porque, herdou os vícios de um passado turbulento e, continua a ser gerida ao estilo dos cancelos típicos e tradicionais de salazar...
O Agrupamento tem, teórica e oficialmente, 5 elementos na direção da comissão administrativa provisória, 4 estão na Escola Secundária e 1 (EB1) no agrupamento de escolas de Nogueira; só que nessa direção está lá mais pessoal do que a lei permite (buracos na lei ou enchufes?).
Por outro lado, imaginemos que moi, era deslocado para esse local; imaginemos que precisaria de fazer um Teste de avaliação; imaginemos que necessitaria de tirar cópias do original, conforme o número de alunos; ficaria ...odido, porque teria de me submeter a procedimentos disparatados:
Enquanto que, na ESAS, todos os professores têm um plafond, para esse tipo de documentos...
Os doutos e desgraçados  professores da EB2/3 têm de, com antecedência devida, solicitar a necessária autorização; têm de deixarem o original depositado na direção, para ser verificada a coerência das questões, uma a uma, em termos de haver uma conformidade entre os conteúdos programáticos planificados e os lecionados e o tipo de linguagem apropriada.
O interessante deste procedimento reside no facto de a direção, ainda que por motivos transparentes e lúdicos, se poder converter num local de negócio lucrativo, na medida em que, neste mundo, tal como na escola, tudo se comprar e tudo se vender, principalmente, se na direção estiverem elementos familiares ou explicadores de algum dos alunos.
A direção tendo o poder de discordar das questões, os professores serão obrigados a alterá-las.
A alternativa passará por cada professor assumir os custos, mas terá sempre de submeter o original à comissão de censura...

sexta-feira, fevereiro 21, 2014

As Vinculações do Crato...

O Ministro disse 2 coisinhas, algo tostadas de bolor, que a partir do próximo concurso, alguns dos contratados passariam ao quadro de vinculação.
O que o Ministro não disse explicitamente:
  1. Só seriam considerados os que ficassem colocados, pela 6ª vez, mas a partir do próximo concurso.
  2. A colocação teria de ser de ano letivo completo.
  3. Que as seis colocações correspondessem a 6 x 365 dias de tempo de serviço = 2190 dias
 E se algum professor já tiver mais do que 6 contratos completos e não ficar colocado no próximo concurso?
Borda de Água e Fora do sistema, podendo ser ultrapassado por outros co menos tempo de serviço.


Depois disto, quantos professores dos quadros serão sacrificados, no equilíbrio da lei dos vasos comunicantes, em processo de mobilidade, para a cessão de funções?
Parece que não foi bem isto que a Comissão Europeia transmitiu...

terça-feira, fevereiro 18, 2014

O Refluxo Fiscal do Euromilhões das Faturas...



Pedir uma fatura, de 1 €, poderá habilitar-se a ganhar um automóvel topo de gama, novo-riquismo, de alta cilindrada.


O Governo, os Media e os diversos comentadores opinam, a favor ou contra, consoante as audiências…


Desde 2011, somos bombardeados, pelos membros deste desgoverno e de MST, de que durante décadas consumimos acima das nossas reais capacidades financeiras:


Os submarinos foram culpa de um trolha megalómano de Ponte de Lima;


  1. A responsabilidade pela compra dos Pandur recairá num agricultor de courela/logradouro;
  2. A construção dos estádios de futebol deve-se a um qualquer comendador, que foi identificado como um dos muitos sem-abrigo, com 30 anos de residência, de Lisboa;
  3. Etc.


Pedir fatura devia ser um simples acto de cultura cívica e não passar como suporte/causa de um impulso de sonho, de um pote de ouro, num dos extremos do arco-íris.


Porque, na prática, o único totalista vai ser o Estado e dos infelizes premiados, poucos serão os que reclamarão o prémio.


Por exemplo, um automóvel de 124 000 €, preço comercial para o público, nunca ficará ao Estado, por esse valor; mas no máximo a aquisição andará à volta dos 60 000 €, porque o valor da restante parcela corresponderá ao Imposto Automóvel.


Desde os primórdios do Homo Sapiens, que o Estado não paga impostos a si mesmo, muito menos, tal facto algum dia acontecerá em Portugal.


Também não me parece que o Estado, de uma forma benemérita pague o tal imposto, embora vá dizendo o contrário, em vez do premiado, se a intenção reside na cobrança de impostos...(?)


Não é por acaso que a qualidade dos popós é de alta cilindrada…, e gastam gasosa generosa, com o ISPP a cobrar…


Os Infelizes, mal ganham para comer, quanto mais para pagar tais impostos…


Se for um veículo apreendido, o IA terá sempre de ser pago, mesmo que o anterior proprietário já o tenha efetuado, porque estaremos perante um Bem reciclado/reconvertido em Novo...?

domingo, fevereiro 16, 2014

Purga socialista por delito de opinião...

Num mundo globalizado as cidades readquiriram relevância enquanto espaços de criatividade e de produção intelectual, cultural e económica. Coimbra tem todas as condições para ser uma cidade com um futuro tão grandioso quanto o seu passado. O atavismo não é uma fatalidade. Este movimento novo, plural e eclético apresenta-se como um sinal dos tempos e de esperança. Tudo, por Coimbra.
Ricardo Castanheira foi expulso do PS de Coimbra, por delito de opinião,: o resultado do movimento cívico de apoio a Manuel Alegre foi, posteriormente, importante para o próprio PS. Afinal de contas, é o próprio PS que, de há vários anos a esta parte, estimula e apoia o aparecimento destes movimentos de abertura à sociedade civil: não foi assim com os Estados Gerais de António Guterres?.. Não foi assim com as Novas Fronteiras de José Sócrates?.. Não é isso que AJ Seguro pretende com o Movimento Novo Rumo?.. Afinal de contas, esses apelos aos movimentos de cidadãos que exorbitem as paredes do partido eram/são genuínos ou oportunistas?!..

sexta-feira, fevereiro 14, 2014

Diretores, Profetas e Pais...

Numa EB2/3 de Braga o anedatório regional, quiçá por culpa do novo não acordo ortográfico, tem destas manias, quando o Regulamento Interno prevê que Salazar ainda vive entre nós...
O Diretor, um apoiante de Seguro e seguidista de Crato e de Rio, tem todos os poderes para controlar os conteúdos a lecionar, a quantidade de fichas de avaliação a realizar, para uma determinada turma ou só para certos alunos, a forma de atribuir as cotações e de classificar os testes, e de recusar publicar, oficialmente, as pautas das avaliações se os resultados não forem os esperados.
Apresentar um simples problemas à direção, implica sempre o pedido escrito, dependendo do professor ser ou não fã, em livro próprio, de uma audiência, que pode demorar meses...

domingo, fevereiro 09, 2014

Cantigas (favores) de amigo...

  1. Mirós para os filhos amarelos: saíram sem terem saído, mas já estão lá fora, ao estilo dos violinos de Chopin.
  2. ENVC por causa das fugas ao fisco vai para a martifer da lusoponte do mota.
  3. ESSES de Braga que ficaram desempregados, por causa do amigo Rio, que ainda não tinha tido uma almoçarada com o Salvador; agora, foi reposta a linear legalidade municipal e do SCB e da britalar.
  4. PCAPs rosas do Crato com tendência para o peculato das namoradas laranjas (+/- 8 000€) e as legítimas limpando fraldas. Uma espécie de Политбюро maoísta das laranjeiras com Sovetskikh das quintinhas sociais.
  5. Os Jotas laranjas que andam perdidos pelos esteios escuros e assombrados da CMB; bem tentam deitar borda fora os anteriores beneficiários dos esquemas, mas todos vemos que a balbúrdia é tanta, que não têm estofo: perdidos e achados...