Bayard Demaria Boiteux (1916 - 2004)

NA ESCOLA, TAL COMO NO MUNDO, TODOS SOMOS PROFESSORES E TODOS SOMOS ALUNOS.
(Faculdade Economia Porto)

quarta-feira, setembro 30, 2009

A Estatística Eleitoral

Quem Ganha
PS perde cerca de 505 mil votos (talvez cerca de 190 mil votos para o BE e o resto para a Abstenção) e continua a vencer.
PSD ganha 7 000 votos face a Santana Lopes obtendo mais deputados e parece ter sido o derrotado.
CDS ganha 174 mil votos talvez provenientes do PSD, do PND e dos novos eleitores e faz a festa como se PP fosse o futuro P.M..
PCP obtém mais 14 mil votos e mais um deputado e parece que é o grande perdedor.
BE ganha quase 200 mil votos, duplica o número de deputados e os Media apelidam-no como o Partido da Desilusão.

terça-feira, setembro 29, 2009

Outras Aventuras...

Se a substituta de MLR for Isabel Alçada, os professores irão vivenciar por outras experiências quiçá mais infernais, do que as anteriormente vividas:
1 - Substituir o livro vermelho de Mao pelos livros da escritora.
2 - As restrições à despesa pública na educação (deficit de 5,9%) irão colocar o futuro Ministro das Finanças num pedestal como um anjo.
3 - O ECD não sofrerá alterações significativas, talvez em pormenores.
4 - O Simplex da ADD transformar-se-á no complex da burocracia.

segunda-feira, setembro 28, 2009

L'espoir...

Os Professores ainda nada ganharam.
O PS irá querer manter a mesma política.
O PSD se ganhasse iria suspender determinados procedimentos; nunca disse que os eliminava.
O CDS se ganhasse (?) exigiria que os professores fossem mais respeitados, iria alterar o Estatuto do Aluno e pouco mais.
Só o BE e o PCP é que afirmaram em construir outra dinâmica de Estatuto e consequentemente da ADD.
As perspectivas sombrias futuras ainda incertas prometem ser mais invernosas que a Gripe A.
Uma coisa é certa, já o dissemos no dia 26, o CDS já se vê na calha para tirar dividendos políticos ao PS, num qualquer acordo parlamentar que os dirigentes do PS não desdenham desse acordo.
O PS, na sua essência, até pode ser enquadrado como Partido de Esquerda, embora a sua actuação, nestes 4,5 anos de governação se tenha pautado pela Direita.
Nesse sentido, a Direita venceu as Eleições (PS + PSD + CDS).

domingo, setembro 27, 2009

sábado, setembro 26, 2009

A Aflição do CDS/PP

Alguns sectores dos Populares, da região minhota mostram-se algo apreensivos perante o cenário describilizante apresentado nas sondagens.

Este estado de espírito está patente no facto de fontes credíveis/dirigentes regionais do PS (Minho; Aveiro; Coimbra e Castelo Branco) aceitarem com bons olhos um acordo parlamentar com o CDS/PP, apesar de o PP e o PSD estarem coligados contra candidatos do PS às respectivas Câmaras Municipais.

Aliás, Paulo Portas tem tentado nos últimos dias cativar o eleitorado do PSD, com o argumento de que o Partido Laranja já não tem condições de vencer e o PP ser o único capaz de derrotar o Bloco de Esquerda e/ou o PCP e impedi-los de fazerem uma (idiota) aliança com o PS.

Portas sente que, nunca como agora, tem oportunidade de, imitando o queijo limiano, poder ascender ao Poder.
Este PS aceita mais facilmente uma aliança com o PP que não criaria tantos problemas, como os resultantes de outro tipo de acordos parlamentares.

O Voto Inútil dos Perdidos do PSD...

Algumas vozes continuam em querer manipular o voto dos cerca de 150 000 professores, como se fossem elas as únicas com capacidade de liderança das Massas (normalmente associado a cada professor existe, ao nível estatítico, uma capacidade de influência de 2/3 votos e que no total corresponderão a cerca de 10% do número de eventuais votantes).
Tendo em conta, os núneros das últimas sondagens, tentar não votar no PS (retirar uma nova maioria absoluta) e transferirem-se para o PSD seria contribuir para a formação de uma outra maioria absoluta de um único Partido, a do PSD.
Um PSD com maioria absoluta seria de certeza uma dor de cabeça, talvez ainda maior, em termos de Política de Educação.
Foi a Ministra da Educação Manuela Ferreira Leite a fazer a primeira divisão da carreira docente, como a passagem do 7º escalão para o 8º.
Foi esta a Ministra que proibiu os Professores de prestarem declarações públicas sobre qualquer problema de natureza educacional das suas escolas, sob pena de serem demitidos das respectivas funções.
É isto que os Professores querem? Outra Maria do mesmo género?
Com o PSD no Poder nada iria mudar, nomeadamente em termos de Estatuto da Carreira Docente.

sexta-feira, setembro 25, 2009

A última Sondagem...

Sondagens Eleitorais (Aquíferas) no Burkina-Faso
Partido da Xuxa – quem controla a contagem dos votos e o dinheiro do Primeiro nos off-shores, ou a compra e venda de deputados?
Partido da Xuxa Preta – quem compra e vende os votos das bolsas/urnas?
Partido dos Submarinos do Arraial dos Sobreiros – quem bota abaixo sobreiros submergíveis?
Partido do Carapau Pescado – quem come o pão que o diabo amassou?
Frente da Sinistræ – quem vai lixar os outros?
Outros – seriam subsidiados 2 pelo Primeiro (MEP e PCTP/MRRPP ) e 4 pelo Segundo (MMS, PM, MPT e PTP)?
Votos Brancos – não existe papel digital?
Votos Nulos – o néné aproveitou o buraquinho do disco digital para botar líquidos?
Abstenção – ausentes em parte incerta?
Ficha Técnica
Universo constituído pela população não recenseada, não residente no Burkina-Faso e afins. Com recolha através de entrevista directa e pessoal, simulação de voto à boca das urnas; a amostra é constituída por 15 milhões de entrevistas efectivas e respostas via fax, dos quais 58% do sexo minorca e 42% do sexo maiorca (não foram incluídos na Amostra os Outros…) O erro de amostragem, para um intervalo de desconfiança de 95%, é de cerca de 4,99%.
------------------------------------------------------
Esta Sondagem violou todos os artigos da Lei n.º 31/91 de 20 de Julho.

A Agonia do CODU do nosso desespero...

Na prática são transferidos para os CODU os pedidos de socorro efectuados por aquela via, referentes a situações de urgência ou emergência na área da saúde. O seu funcionamento é assegurado ao longo das 24 horas do dia por uma equipa de profissionais qualificados (médicos e operadores) com formação específica para efectuar o atendimento, triagem, aconselhamento, selecção e envio de meios de socorro. Compete aos CODU atender e avaliar no mais curto espaço de tempo os pedidos de socorro recebidos, com o objectivo de determinar os recursos necessários e adequados a cada caso.
17 horas do dia 25 de Setembro de 2009, Escola Secundária Alberto Sampaio, na cidade de Braga e quiçá no Burkina-Faso, um aluno diabético sente-se mal e acaba por desmaiar.
De imediato telefona-se para o 112 e a resposta adequada é que perante este tipo de situação, terão de ligar para outro número telefónico; verifica-se que junto desse novo posto de atendimento, a situação é de não-contacto, ou seja, o atendedor automático não funciona ou o operador encontra-se ausente ou ainda não está operacional.
Uma terceira ligação, para um outro número telefónico, não acessível a qualquer utente, parece ser a solução encontrada...
Cerca de 25 minutos depois, deste último contacto, chegam os desejados meios de socorro.
Neste interlúdio e para evitar o coma, dentro do possível, procederam-se a todo um conjunto de procedimentos de reanimação, adequados aos recursos existentes, por professores e funcionários.
E se o Aluno entrasse em coma? A Culpa morreria solteira?
Como o centro do CODU se encontra no Porto, é legítimo questionar sobre o Simplex da respectiva Funcionalidade/Operacionalidade Estratégica.
Saberão que Braga se localiza a Nor-nordeste do Porto?
Ficaram magoados pelo FCP ter bebido vinagre do SCB?

A Morte do H1N1 em África...

Em Portugal ter Gripe A e morrer jamé será considerado uma consequência directa.

Cerca de 67,6% dos Portugueses sofrem de uma ou mais doenças crónicas, como Diabetes, Hipertensão, Obesidade, problemas Cardio-Vasculares, etc., etc.

O Virús da Gripe A afecta o sistema imunitário, debilitando-o e permitindo reacções bacterianas negativas, sobre determinado órgão que entra em falha na respectiva função, provocando nos doentes crónicos uma menor capacidade de resistência em épocas em que o Virús terá maior intensidade de infecção.
Estatisticamente seremos dos poucos, quiçá o único que não registará uma morbilidade superior à de outros anos: 1 500 óbitos (Gripe Sanzonal).

quinta-feira, setembro 24, 2009

O D. Afonso Henriques Decapitado na Forca

Aguns dos Subsídios a fundo perdido da UE para os agricultores (normalmente os da CNA que representam cerca de 85% recebem apenas 2% e os restantes, os da CAP recebem o resto) não foram atribuídos, nos últimos anos, porque o Estado teria de entrar nas contrapartidas e precisava dos euros para outros fins.
O Ministro diz que a culpa não foi dele, mas dos Governos do passado; talvez a culpa tenha sido do D. Afonso Henriques que seria filiado no PSD.
O PSD afirma que a culpa pertence ao PS, porque nos últimos 14 anos, o PSD só governou (e mal) 3 anos; talvez a culpa tenha sido do D. Afonso Henriques que seria filiado no PS.
A primeira vítima mortal com Gripe A aconteceu.
O PS diz que não morreu da Gripe A, mas de outras maleitas, quiçá provocadas pelo D. Afonso Henriques que seria filiado no PSD.
O PSD contrapõe dizendo que a Gripe A foi contraída dentro do Hospital, quiçá provocada pelo D. Afonso Henriques seria filiado no PS.
As Conspirações Secretas entre Partidos.
O PS insinua a existência de um pacto de silêncio entre todos os outros Partidos contra Sócrates, talvez sob a batuta do D. Afonso Henrique, que estaria filiado em todos esses Partidos e com o beneplácio de Belém.
O PSD, tal como em 2005, repete no existir não só, de um acordo do PS com o Bloco, mas também de uma tentativa de espiar Belém, quiçá seguindo a cartilha dos pensamentos secretos do D. Afonso Henriques que teria simpatias com o PS.

quarta-feira, setembro 23, 2009

Agente Secreto: 00M

Como professores, ficámos a saber que, nunca é tarde para aprender, entre o ler ou o ouvir a leitura de um livro é preferível esta última hipótese. A presunta futura a ocupar o cargo da MLR, Isabel Alçada, veio iluminar as nossas retrógradas almas do saber neural que o futuro sustentável da leitura, passa pelo Magalhães.
Diz ela que Já existem livros digitais adaptados; não disse que também tinha vendido os direitos autorais para a digitalização dos seus books de forma a serem adaptados ao M.
Isabel Alçada que em nome do fomento da leitura, tem obrigado as bibliotecas escolares a adquirirem os seus livros, vem agora preparar o terreno para que em todas as bibliotecas passem também a existir os tais livros digitais.
Se o M conta uma história, então o processo de afectividade de socialização dentro da família ou da comunidade no contar histórias (oralidade), tende a esfumar-se. Compra-se um M.
Falta de vocações na Igreja Católica que tem originado a falta de sacerdotes no cumprir das obrigações religiosas, em inúmeras comunidades? Compra-se um M.
Para evitar discursos, declarações e comentários políticos é comprar um M.
Substiuam-se os treinadores de bancada por um M.
Evitar o acumular de papelada em longos processos judiciais: adquirir um M.
Os profissionais da mendicidade, em vez de gastarem as cordas vocais com as ladaínhas, durante todo o dia, já têm o problema resolvido: poner uno Magallanes a debitar o choradinho.
Se existe o M com os livros digitalizados, então não será preciso mais cortar árvores, nem publicar livros em papel, nem jornais, nem etc.
Na verdade Isabel Alçada parece querer defender a defesa da biodiversidade e evitar a desflorestação, desde que não colidam com os respectivos interesses financeiros.
Aqui, continuaremos a preferir ler as noticias, as histórias e as estórias em formato papel, quer sejam livros ou jornais, mas não desfazendo dos meios digitais.
O M é e será sempre um dos nossos desígnios patrióticos.

terça-feira, setembro 22, 2009

As Maiorias Absolutas

Durante 4,5 anos o PS governou em maioria absoluta de Deputados, mas não de eleitores: Quero, Posso e Mando.

Hoje o cúmulo do masoquismo político é o PS ganhar as eleições com maioria relativa, ver-se incapaz de fazer alianças pós-eleitorais e passar a ser refém de uma oposição com maioria absoluta.

Será que os Portugueses estão cientes desta maravilha da democracia, em poderem verificar se Sócrates e o PS já imbuíram a espiritualidade da democracia, ao longo destes últimos 35 anos?

segunda-feira, setembro 21, 2009

Ser ou não Ser...

Não digo o que faço.
Mostro o que não faço como se o tivesse feito.
Não ter feito tudo o que devia para que algumas classes sociais percebessem que o que fiz não foi contra ninguém mas pelo bem do país.
----------------------- Interlúdio ------------------------
Digo o que faço, mas não o faço.
Mostro o passado que não foi feito como se tivesse sido feito.
Não sei se foi conseguido ou não, mas julgo que os portugueses estão conscientes de que ninguém se transforma de uma hora para a outra.
E eu acho que aquilo que falta efectivamente é falar verdade às pessoas.
Como a Lei da Rolha?

domingo, setembro 20, 2009

Mossad...?

Encontrei estes símbolos, presumo que sejam hebraico, num dos meus Emails. קבלני עבודות עפר 144 כל קבלני העפר באתר 144 מחפרונים, בובקט, עבודות עפר ופיתוח

Desperados

Perante os resultados das sucessivas sondagens, o PP/CDS anda deveras desanimado.
Primeiro, sonhava ter um número de votos que permitissem subir ao pódio com o PSD, mas a realidade parece madrasta para os dois.
Depois, ainda virou agulhas para o PS e verificou que os Deuses também não o favoreciam em número de votos/deputados.
Desesperados, PSD e PP parecem duas criancinhas inventando o medo do Papão do BE se fizer algum acordo com o PS (na vã tentativa de o PS perder votos à Direita), quando essa aliança está fora de todas as hipóteses.
Sentem-se abandonados e ainda não compreeenderam as aspirações e carências dos Portugueses, apesar de terem uma retórica desse teor.
Não sabem que os tempos do Cherne do Tubarão Barroso são passado?
O PS e o PSD+PP/CDS parece ainda sentirem saudades do Botas de Santa Comba, em termos de Posso, Quero e Mando.
Maiorias Absolutas nunca Mais porque PS e PSD+PP/CDS ainda não absorveram uma Cultura de Democracia.

A Santidade do PS...

No Pavilhão da Briosa, que nem é dos maiores em termos de espaço, o PS terá realizado um dos seus maiores comícios nesta campanha eleitoral; de realçar o enorme esforço do PS em arranjar cerca de 800 cadeiras, para que os pobres assistentes estivessem mais confortáveis mais as respectivas bandeiras e bandeirinhas.

sábado, setembro 19, 2009

As Fontes dos Jornalistas...

O Pessoal das Notícias deve andar em crise para a obtenção de informações; visitam os Blogs e sem fazerem qualquer referência, botam as novidades, com um ar muito respeitável.
Por duas vezes o Expresso (incluindo a edição deste Sábado) e por inúmeras vezes o Correio da Manhã (edição do dia 18 de Setembro) visitam-nos e plagiam.
Aliás, o Miguelito é um dos mais assíduos, nestas andanças, recicla e recoze os desabafos dos bloggers estilo empadão, insulta os anónimos sobre as críticas à MLR e ao seu PS, mas recusa ser apelidado de Mercenário ou de Home da Vida, quando é pago, pelos compradores do semanário, para dizer mal deles.

sexta-feira, setembro 18, 2009

Uma Velha com o Período... e um Jovem com Andropausa?

Deixem-nos em Paz
Nos Açores a canção diz que alguém casou com uma velha...
Hoje, MFL tentou safar-se dos humores casamenteiros dos Gatos (depois do encontro de Quarta) e mandou o respectivo Factotum e quiçá futuro líder (qualquer dia faz um golpe de Estado e a Mané entra para a eternidade das novas oportunidades).
Poderia ser que um arraial minhoto com o Quim Barreiros tirasse à Mané esse aspecto cadavérico com que tenta contaminar as massas laranjas estilo maizena.
Poderia ser que um folk transgénico com a Susan Boyle tirasse ao Zé esse aspecto de mentiroso compulsivo com que tenta contaminar as massas rosas estilo cerelac.
Mané de punho esquerdo erguido sobre a cabeça.
Zé de punho direito erguido sobre a cabeça.
Os dois terão de ir ao funeral de ambos; não podem viver, um sem o outro.

A Via Sacra do Corrupto Secretário-geral do PS

O Programa Eleitoral do PS assenta em 4 linhas de orientação:
1 - Responsabilidade - As multas de Violação das regras de trânsito perdoadas pelo Primeiro-Ministro do PS ao Secretário-Geral do PS.

2 - Modernização - Eficiência da máquina partidária que controla os centros de Poder da GNR e da Ex-DGV e Eficácia no perdão das multas.

3 - Igualdade - Há os que pagam Impostos, coimas e multas e os que estão acima da Lei como os dirigentes corruptos do PS e os seus compagnons de route.

4 - Democracia - Limitada, restrita e condicional durante os períodos eleitorais.
Os Iguais Devem Ser Tratados como Iguais e os Desiguais Devem Ser Tratados como Desiguais.
Para o PS do Alberto João ou para o PSD do Sócrates, esta deve ser a forma de Democracia que é mais Democrata.
Hoje visita em Braga o edil mais honesto à face da Terra: Mesquita Machado. Alguém que também parece ter obtido o canudo de Engenheiro e entrou em Braga com uma mão atrás e outra à frente e que agora, fruto do seu esforçado trabalho (só uma sumidade abnegada seria capaz de transformar um dia de 72 horas de trabalho, num dia de 24 horas) conseguiu alcançar um estatuto financeiro de fazer inveja ao Bill Gates.

El Enchufado...2

Tal como referido em 16 de Setembro, o CM hoje, dia 18 de Setembro, faz cacha requentada de novidades antigas.

quinta-feira, setembro 17, 2009

Kangasniemi

Homenagem a MLR

D. Sebastión Castellano...

Los socialistas españoles, claves en la mayoría absoluta de Barroso, segundo o líder do grupo parlamentar do PSOE.
Ferreira Leite deve estar com alergias matinais, porque mais uma vez um Tuga responde aos interesses de Espanha:
"Es cierto que Barroso puede conectar con una serie de temas que le importan a España, por lo que merece la pena apoyarle, que te deban una y cobrarla por otro lado", señala José Ignacio Torreblanca, director de la oficina en Madrid del European Council of Foreign Relations.

quarta-feira, setembro 16, 2009

El Enchufado...

O Secretário-geral do PS indignado contra a acção das forças de bloqueio da GNR telefonou ao Primeiro-Ministro do Burkina-Faso, para evitar que sus coches electorales pueden quedarse fuera de las calles.
Este contactou o seu homólogo Português, José Sócrates para que, hierarquicamente, a GNR fosse pentear macacos para a Mongólia.
As leis só servem para os outros:
1 - Patinha Antão do PSD recusa pagar coimas e multas porque é deputado da pátria.
2 - O Sócrates do PS recusa cumprir a lei que fez em 2007 porque manda num Governo desgovernado.
3 - Paulo Portas ainda não liquidou o valor das 60 000 Fotocópias tiradas a documentos secretos do Ministério da Defesa. Mas, também quer ser Primeiro-Ministro e vai daí terá de adquirir um T100 para guardar as Fotocópias de todos os documentos de Todos os Ministérios.
Já agora, irá oferecer a cada cidadão um submarino, para substituir o TGV?

terça-feira, setembro 15, 2009

Secretariado Nacional da FENPROF

Um novo ano com velhos problemas que os professores querem ver resolvidos em breve
A partir de dia 15 de Setembro, as aulas começam em todas as escolas portuguesas, mesmo que muitas continuem a debater-se com problemas de organização, por norma, agravados pela entrada em vigor do novo regime de direcção e gestão escolares e pela divisão da carreira em categorias com a consequente acumulação, em muito poucos, das responsabilidades que deveriam ser partilhadas pelo conjunto dos docentes.
Todavia, não obstante todas as dificuldades, o envolvimento empenhado dos professores e educadores nas suas escolas permitiu que estas se organizassem para receberem os alunos e iniciarem a actividade lectiva dentro do calendário estabelecido.
Expectativa dos professores muito elevada Este ano lectivo abre num contexto muito particular, com eleições à porta e a expectativa dos professores muito elevada quanto à possibilidade de, já no futuro próximo, serem alteradas algumas das políticas e das práticas que, nos últimos quatro anos e meio, marcaram de forma muito negativa a acção do Governo na Educação.
Os professores pretendem que velhos problemas que se transferiram para o novo ano conheçam solução em breve, destacando-se, entre outros, os que atingiram e degradaram as condições de exercício da profissão docente, com relevo para o Estatuto da Carreira Docente (divisão da carreira, modelo de avaliação e quotas, prova de ingresso na profissão...), ou os que têm vindo a introduzir maior instabilidade e precariedade na profissão, como acontece com o regime de concursos e colocação de docentes ou, pior ainda, com os processos de recrutamento escola a escola.
Um ano muito complexo e exigente.
Outros problemas atingem a escola e o sistema educativo, sendo a sua resolução um desafio enorme que se coloca a toda a comunidade educativa: alteração da actual legislação sobre Educação Especial, revogação do regime de direcção e gestão escolar, aprovação de regras claras sobre o financiamento da educação pré-escolar, e dos ensinos básio e secundário, ou o reforço efectivo da acção social escolar. Já para não falar da criação de condições que permitam concretizar o efectivo alargamento da escolaridade obrigatória, o que exige medidas que permitam, de facto, baixar extraordinariamente o insucesso e abandono escolares e não apenas no plano estatístico
Temos, pois, pela frente um ano muito complexo e exigente.
A FENPROF, com os professores, estará disponível e determinada para propor respostas adequadas a estes desafios e encontrar caminhos que correspondam a uma verdadeira ruptura com o passado.
O Secretariado Nacional da FENPROF 15/09/2009

segunda-feira, setembro 14, 2009

As Trevas: Porque não Devemos Votar no PS ou no PSD - 3

A Gauleiter PS do Norte manda e a Direcção da Escola PSD obedece.

Em cada Turma e consoante o número de alunos constituintes, são designados 1 ou 2 alunos com a missão de fiscalizarem comportamento dos restantes companheiros e denunciá-los à Gestão Escolar.

Os infractores serão duramente castigados (e os denunciantes premiados ?).

A Mocidade Portuguesa (futuro risono como Bufos de uma qualquer PIDE futura) renascida terá como missão prevenir comportamentos de risco, face à propagação da Gripe A:

1 - Andar de mãozinha dada ou cumprimentar outrém ou acariciar outrém ou fazer-lhe miminhos (!)

2 - Quem beija quem e onde e quantas vezes, voluntaria ou involuntariamente (!)

3 - Se desinfecta as mãozinhas depois de passar a mãozinha por uma qualquer superfície aderente ao vírus (!) - E se cheirar a xulé?

4 - Quem empresta um lápis ou uma folha do caderno diário ou empresta a borracha ou um livro ou, ou, ou, etc.

5 - Quem pega num lápis alheio ou numa folha do caderno diário de outrém ou na borracha ou num livro de outro aluno ou, ou, ou, etc.

6 - Se algum aluno tem a lata de colocar os dedos no giz do professor, sem a respectiva autorização. Mesmo, nestes casos, o giz que um aluno usou, já não poderá ser usado por mais ninguém (!) - Cortar os dedos da mão, estilo código de Nabucodonosor?

Hoje os Bufos irão renascer das cinzas em nome da Gripe e amanhã em nome de que causa nacional?

domingo, setembro 13, 2009

Até à Eternidade...

SIC, 12 de Setembro de 2009, dois divorciados frente a frente, moderados por uma ex-divorciada, fazendo, contra natura , juras de amor eterno até às profundezas dos infernos.
Mané, de olhos baixos, olhando de soslaio, parecia que se sentia algo intimidada/desorientada pela libertação de desejos libidinosos pós-menopausa, perante a linguagem gestual do Zé, beicinhos estilo linguado quiçá direccionados à Fernanda (?).
Sorrisos de Lua de Fel

sábado, setembro 12, 2009

A Educação da Ética...

Segundp Kant a ética não é mais do que um sistema de regras absolutas, em que a moral das acções deve ter origem nas intenções com que são praticadas; acrescentando que agir moralmente consiste em respeitar direitos e evitar a violação dos mesmos.
Ora, Belmiro vem clamar por Justiça contra a falta de ética do actual Governo. Como se ele próprio, fosse um exemplo de virtudes: Controlo do Grupo Pinto Magalhães; Obtenção do Grau de Doutor Honoris Causa; etc.
Na realidade, o Governo PS sempre teve uma actuação de moralidade, segundo o Boss da Sonae, quando os negócios da SONAE tiveram a cobertura deste Governo (remover obstáculos normativos):
1 - Tróia.
2 - Aquisição da ONI
3 - Construção de um Oligopólio na distribuição/retalho alimentar (compra do Carrefour)
Mas quando este grupo empresarial não foi ajudado pelo Governo (construção de um grupo quasi-monopolista nas comunicações com a compra da PT), então saltou a rolha e entornou-se o caldo: o Primeiro-Ministro Sócrates não tem Ética.
Que este Governo não tem assumido procedimentos éticos perante a Sociedade é verdade, tal como o Eng. Belmiro quando ignorou os Direitos dos antigos investidores da Torralta.
Belmiro e Sócrates são duas personagens sinistras em termos de falta de Ética.
Será que estaremos condenados a conviver com engenheiros do mesmo calibre?

Os Saldos...

sexta-feira, setembro 11, 2009

Um Dia da Memória - 2

Faz hoje 8 anos. Experimentem explorar este mapa interactivo com imagens em vídeo dos ataques em NY: http://emailnewsletters.aetv.com/P/v3/r.aspx?r=T1_Url11&e=2823%3B099976%3B6795659%3B24%3B02&a=1007

FENPROF: Gripe A nas escolas

A FENPROF dirigiu (11/09/2009) um ofício às ministras da Educação e da Saúde em que solicita que sejam tomadas as providências necessárias para que, durante o período de risco da Gripe A, sejam excluídas algumas áreas do programa de Educação Física do Ensino Secundário, correspondendo à preocupação que muitos docentes têm manifestado.
De facto, apesar das diversas recomendações enquadradas numa situação de emergência relacionada com a Gripe A e o contágio pelo Vírus H1N1, a FENPROF constatou, do contacto com diversos docentes de Educação Física do Ensino Secundário, que há áreas do programa (obrigatórias) para as quais não foi dada qualquer instrução de não leccionação.
É o caso, por exemplo, da ginástica de solo, acrobática e de aparelhos, cujo contágio não é evitável, tendo em conta que vários alunos utilizam o mesmo espaço, sem qualquer possibilidade de desinfecção prévia (tapetes, paralelas, argolas, trave, etc).
Acresce que, na ginástica de solo, o local de base de todo o trabalho é o tapete gímnico ou o colchão desportivo que estão em contacto com o corpo. Quanto à ginástica acrobática, o contacto estabelece-se entre alunos e destes com o tapete.
Ainda em relação ao problema da Gripe A e à aplicação do plano de contingência nas escolas, a FENPROF reafirma a preocupação manifestada por muitas escolas relativamente à exiguidade da verba disponibilizada face às exigências que são colocadas.
Por fim, a FENPROF considera indispensável garantir aos professores e educadores que, em caso de contágio, não serão penalizados pelo facto de justificarem as suas faltas com atestado médico.
De acordo com a lei, a situação de doença, mesmo que devidamente confirmada através de atestado médico, penaliza o docente na sua avaliação, logo, na carreira, podendo também penalizar no salário. Em casos de maior gravidade, pode mesmo dar lugar a perdas de tempo de serviço com consequências na carreira e nos concursos.
Para evitar que isso aconteça torna-se indispensável que as ausências ao serviço, por este motivo, sejam consideradas no âmbito das faltas por isolamento profiláctico, salvaguardando o docente de toda e qualquer penalização.
A FENPROF manifesta preocupação pelo facto de um responsável do ME ter confirmado que esta situação não está ainda devidamente esclarecida.
O Secretariado Nacional da FENPROF: 11/09/2009

A Lei dos Contratados e as Ofertas de Escola

De acordo com a legislação em vigor, todos os contratos, sejam resultantes de colocações realizadas pela DGRHE ou por contratação de escola, têm um período experimental (30 dias se a duração for igual ou superior a 6 meses; 15 dias se menor), durante o qual o docente pode rescindir o contrato, sem aviso prévio (sem que tenha que "dar tempo" à escola) e sem que haja lugar a qualquer penalização para além do impedimento de voltarem à bolsa de recrutamento.
Fora do período experimental, continua a ser possível a rescisão, mas com a obrigatoriedade de aviso prévio (30 ou 15 dias) ou, em alternativa, do pagamento da correspondente indemnização.
Assim, os docentes já colocados não estão impedidos de tentar obter uma colocação mais favorável, concorrendo às vagas a concurso em contratação de escola.

Um Dia da Memória -1

Covadonga, 11 de Setembro de 2001.

The September 11 attacks

New York - World Trade Cente

Washington - Pentagon

Pennsylvania - Shanksville

quinta-feira, setembro 10, 2009

Porque não Devemos Votar no PS ou no PSD - 3

As Suspeições...

No debate entre Sócrates e Louçã, ficou patente que a referência a casos de passível favorecimento pessoal/partidário Contentores do Porto de Lisboa, por entrega de concessão directa (Mota-Engil) sem recurso a concurso público não foi desmentida pelo Primeiro-ministro.
Ora estes fenómenos nem são caso isolados deste Governo, porque em Governos do PSD onde Manuela Ferreira Leite esteve integrada, o mesmo se passou relativamente ao voluntarismo manifestado pelos respectivos ministros, por exemplo as benesses dadas à Lusoponte.
A partir destas dúvidas outras surgirão e as certezas de suspeitas sobre outras ilegalidades serão reforçadas, por efeito dominó, como o caso Freeport ou o do Regadio da Cova da Beira ou o da obtenção de graus académicos.

quarta-feira, setembro 09, 2009

Fábrica de Reitores (Hans Helmut Kirst)...1

Lendo o jornal Correio do Minho (órgão noticioso oficial e oficioso da Câmara Municipal) do dia 6 de Setembro, somos confrontados perante uma notícia/entrevista, aparentemente inócua que descreve alguns dos factos históricos que consubstanciaram a eleição (!) do venerado director da EB 2/3 de Gualtar, na cidade de Braga.
Vejamos o essencial da notícia, sobre esta problemática, descrita pela Jornalista Paula Maia:
Manuel Esteves, director do Agrupamento de Escolas de Gualtar, protagoniza a grande mudanças na gestão das escolas do 2.º e 3.º ciclo do concelho de Braga, dando uma solução ao vazio directivo (?) que se tinha instalado no seio desta comunidade escolar.
É o único dirigente escolar que formulou candidatura a uma escola à qual não pertencia, sem nunca ter integrado sequer o seu corpo docente. Um acto de coragem, como alguns já classificaram. O certo é que, como vulgarmente se diz na gíria popular, Manuel Esteves chegou e venceu.
Venceu com uma maioria esmagadora, já que obteve quase a totalidade dos votos, consolidando a sua posição e obtendo o apoio de, praticamente, toda a comunidade educativa.
Oriundo dos quadros do Agrupamento de Escolas de Lamaçães, onde era professor titular, o actual director é detentor de uma larga experiência, no domínio teórico, na área da administração e gestão escolar, embora nunca tenha exercido qualquer cargo de topo.
Manuel Esteves confessa que nunca pensou candidatar-se (???) ao cargo que hoje ocupa e só mudou de ideias após receber vários incentivos de pais e encarregados de educação de muitos estudantes que frequentam as escolas do agrupamento (?).
“Moro nesta zona há cerca de uma década. Praticamente vi nascer esta escola, apesar de nunca aqui ter leccionado (...) Foram os pais os primeiros a incentivar-me. Recebi também incentivos de alguns professores que conhecia cá, assim como do presidente da comissão provisória”, diz o responsável, admitindo que foi na pausa lectiva da Páscoa que tomou a decisão final.
“Conhecia bem as regras do jogo e durante a Páscoa, diria mais de forma emotiva do que racional, decidi formular a minha candidatura”, confessa.
Pois parece uma história singela que faz chorar as pedras da calçada.
Contudo, a realidade de todo o processo de eleição, sendo omissa na notícia, foi mais de conotação política que de natureza de competência pedagógica (ninguém lhe está a retirar as devidas capacidades).
O PS reuniu as suas Tropas, presidentes das Juntas de Freguesia (muito longe de serem Meninos de Coro), sob a batuta de um tal maestro Nogueira, para tornar todo este imbróglio mais transparente.
Como os Auxiliares de Acção Educativa dependem do Poder Local e as Educadoras de Infância e Professores das EB1 também são tutelados pela vereadora da educação da CMB e como não quiseram problematizar sarilhos em termos de manutenção dos postos de trabalho, compreeenderam sibilinamente as respectivas orientações de voto, tal como os representantes dos encarregados de educação souberam compreender a relação custo-benefício para si (famílias) e para os respectivos educandos.
Por outro lado, as entidades. convidadas a integrar o CG, dependem de financiamentos municipais...
Como o Voto foi Secreto e o medo de retaliações por parte dos mujahedines do povo do Triângulo das Bermudas era real, a democracia venceu.
Se, algum dia outra força política vencer a CMB, iremos presenciar uma autêntica Guerra Civil para a conquista do Poder nas Escolas.

Os Professores e os Outros...

Nesta altura de início das actividades lectivas promovem-se diversas acções de integração aos novos professores, com a organização de eventos de natureza de lazer (Almoços/Jantares; Passeios Turísticos; Etc.); mesmo que os novos sejam apenas os dedos de uma mão.
Enquanto que algumas escolas reconhecem igualmente o valor e o mérito dos Funcionários Administrativos e os Auxiliares de Acção Educativa e comungam em conjunto dessas acções, em outras escolas os Professores, em termos de cultura, não se devem misturar com outras pessoas.
Este Egoísmo de muitos já é corriqueiro e depois pedem solidariedade de outros funcionários; claro está que estes recusam e sendo depois acusados de divisionismo.
No Concelho de Braga apenas em duas Escolas não existe discriminação social.
No Concelho de Coimbra apenas em uma Escola não existe discriminação social.
No Concelho de Porto apenas em quatro Escolas não existe discriminação social.

terça-feira, setembro 08, 2009

O SNS e o H1N1 - Planos de Contigência Formal?

Da DGS tem emanado todo um conjunto de procedimentos a adoptar quer pelas entidades públicas quer pelas entidades privadas. Distribui kits de prevenção a todos os seus serviços e incentiva os órgãos dos outros ministérios a terem procedimentos idênticos.
Ora, parece que existem lacunas de natureza organizacional, principalmente nos ministérios da saúde e da educação.
Ministério da Saúde (Alguns destes Serviços dependem da respectiva Tutela, mas como parece que não pertencem ao S.N.S., têm de fazer vaquinhas para angariar meios financeiros e adquirirem os tais equipamentos):
Centro de Histocompatibilidade?
Instituto da Droga e da Toxicodependência?
Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge?
Instituto Nacional de Emergência Médica?
Instituto Português do Sangue?
Coordenação Nacional para a Infecção VIH/sida?
Coordenação Nacional para a Saúde Mental Coordenação Nacional para a Saúde Mental?
Coordenação Nacional para as Doenças Cardiovasculares?
Coordenação Nacional para as Doenças Oncológicas?
Unidade de Missão para os Cuidados Continuados Integrados?
Missão para os Cuidados de Saúde Primários?
Ministério da Educação:
Nada está regulamentado no aligeirar dos procedimentos a adoptar por doença gripal, em termos de ausência de serviço.
Por outro lado, ainda não existem protocolos entre os dois ministérios.
Finalmente, as baixas médicas fraudelentas irão aumentar e nada está previsto, nos planos de contigências de cada um dos serviços.
Salas de Isolamento para suspeitos, alguns são verdadeiros e os outros ficam contaminados? Alguns dos WC?

segunda-feira, setembro 07, 2009

Os Debates dos Achados e ... dos Perdidos ...?

Debates entre os líderes dos 5 principais Partidos Políticos.

Porquê só com estes?
Na Assembleia da República também existem os Verdes. Parece que abdicaram do seu direito em favor da CDU.
Mas o espectro político português é mais vasto. Talvez pertençam apenas à 2ª divisão da Democracia.
Onde estão os outros:

O Princípio do Verbo em Sócrates...

Sócrates começou por fazer o respectivo Tirocínio Político no PSD e por isso dizendo-se de esquerda aplica programas à PSD.
Tentando piscar os votos da esquerda, principalmente os que foram do PS e agora se transferiam para outras paragens, vai subsidiando as empresas vão de escada, financeiro-dependentes do Estado e que retribuem com espectáculos mediáticos (atribuir, por ajuste directo sem direito ao Concurso Público, à Mota-Engil algumas das obras mais emblemáticas do regime, é apenas pura coincidência face à realidade).
Aliás, Sócrates nem deve conhecer o seu camarada de Partido, o sr. Jorge Coelho, assim como acontece com a Mané em relação ao sr. Oliveira.

domingo, setembro 06, 2009

A Madame das Causas Fracturantes?

O debate entre Mané e Louçã revelou-se uma caixinha de surpresas.
Começa por serem explanadas as opiniões divergentes de cada um, com Louçã a meter a foice em seara alheia (interpretação do Programa Eleitoral do PSD que a Mané parece apenas ter uma breve ideia do respectivo conteúdo) ao vincar os aspectos negativos do programa do PSD, de mansinho mas com objectividade pertinente e vê-se a Mané passando da discordância inicial para o Sim, Sim da concordância com as ideias de Louçã.
Como o Programa do PSD é tão parecido com o do PS que, defendê-lo podia originar dúbias intencionalidades sobre quem é do PS ou do PSD.
A Mané teve receio de cair nessa situação e a quase parecia que estava a mandar às malvas o seu Programa e a concordar com o do BE.
Será que a Madame está de saída do PSD?

A Matemática Eleitoral...

Com a mania do voto útil para retirar a maioria absoluta ao PS, muitos bloggers professores tentam virar os potenciais votantes da CDU/PCP e do BE em votantes para a maioria absoluta do PSD.
O desespero é tanto que o papão da Ministra tende a retirar descernimento na tomada de decisão de votar.

H1N1 deve ser apenas uma Metáfora da Globalização

Centro Comercial da Guia em Albufeira é o exemplo acabado de se constituir no principal centro difusor da epidemia gripal no Algarve e não ter sido lançado um alerta, para evitar que os propagadores consumidores estrangeiros deixassem de frequentar o dito centro nevrálgico de compras.
A DGS e o Governo estavam com mais receio de que a notícia originasse um decréscimo no Turismo do que na defesa dos consumidores portugueses receptores da infecção.
Possivelmente no futuro os procedimentos a adoptar serão idênticos: nunca encerrar locais de trabalho nem identificar as pessoas portadoras da Gripe (não é por acaso que a Ministra afirmou que a partir do dia 15 de Agosto, todos os casos suspeitos de Gripe seriam tratados como se de Gripe A fossem).
Como se pode ler, no semanário Expresso, o simplex dos Procedimentos para justificar ausências ao trabalho, ainda não existe: ir pessoalmente ao centro de saúde e ao ´respectivo médico de família - as Urgências não estão autorizadas a passarem respectiva justificação.
Se os médicos (instruções recebidas, pelo menos em relação aos Funcionários Públicos) derem baixas de 3 dias, o Estado não paga..., depois ao 4º deve apresentar-se ao serviço; não sentindo melhoras, ao 5ºdia nova consulta e mais 3 dias de baixa, etc., etc.
Quanto é que o Estado irá poupar?

sábado, setembro 05, 2009

Os Talibãs atacam a TVI...

Alguns blogs da situação, do actual III Reich b, entraram num frenesim para encontrarem eventuais culpados e assim inocentarem o Governo do Partido do Zé.
O Jornal Nacional da TVI terá Finito, porque via:
1 - De haver uma conspiração dos Partidos da Oposição que moveram as respectivas influências pessoais e Institucionais sobre o PSOE e consequente sobre a PRISA de forma a que o Governo ficasse com as devidas culpas e fosse prejudicado na votação do dia 27 de Setembro?
2 -Do PSOE não querer o PS a Governar Portugal e reeditar outro estilo de uma cooperação antiga: Felipe e Cavaco?
3 - Da SIC de forma a retirar audiência à concorrência?
4 - Do Botox estava em irreversível processo de degenerescência visual?
5 - Do José Eduardo Moniz de forma a evitar um possível processo de divórcio?
6 - Da acção Publicitária e de Propaganda eleitoral do Governo em promover, por absurdo elevado à máxima potência, a Vitimização da Inocência Perdida.
7 - Da acção Divina - Cristo afinal de contas já veio à Terra.
8 - De uma qualquer sabotagem do agente 008 Maxwell Smart do MI5 (reforço da velha Aliança Perdida) .

Porque não Devemos Votar no PS ou no PSD - 2

"(...1) é um problema político grave, altamente prejudicial para o Governo. A sua figura era mais vantajosa para nós antes que agora (2). Estou convencido de que nenhum elemento nosso está envolvido."
Duas Singelas Questões:
1 - O que deve estar escrito em (...1) e em (2)?
2 - Quem disse esta frase?
Teoricamente a respostas a estas duas questões é irrelevante para a ADD, na medida em que a similitude dos conteúdos é por demais evidente. Eis duas das soluções mais prováveis:
Se a versão for esta:
"(A Morte de Humberto Delgado) é um problema político grave, altamente prejudicial para o Governo. A sua figura era mais vantajosa para nós viva que morta. Estou convencido de que nenhum elemento nosso está envolvido."
Botas de St. Comba.
Humberto Delgado: Biografia do General sem Medo, (2008:) 1159. Frederico Delgado Rosa. Esfera dos Livros.
Mas se a versão for esta outra: "(O Fim do Jornal da Noite da TVI, das Sextas-feiras) é um problema político grave, altamente prejudicial para o Governo. A sua existência, em vésperas de eleições era mais vantajosa, para nós antes do que agora. Estou convencido de que nenhum elemento do Governo está envolvido. (Nem eu, nem o Partido Socialista, nem o Governo tiveram nada a ver com essa decisão)" José Sócrates em declarações (+-) às TVs, no dia 3 de Setembro.
No fundo, quer o PS, quer o PSD sofrem do mesmo síndrome de ficarem com as hormonas em ebulição como pulgas saltitantes, quando surgem fenómenos de crítica à acção dos respectivos Governos.
Aqui, no burgo, nunca fomos fãs da MMG e da forma como comentava as notícias e da forma como tentava manipular os comentadores políticos (Vasco Pulido Valente como não tem igual discernimento mental verbal como o tem na escrita, temos de lhe dar o desconto devido...).
Outra coisa é impor censura à informação, antes que aconteça outro balde de água fria no dia 27 de Setembro. Mais vale tarde do que tarde de mais.

Em tempos de um passado recente, Paulo Portas disse "Quero lá saber dessas coisas", e nesse mesmo dia, o líder parlamentar do CDS-PP, afirmou que "parece mais do que confirmado" de que se tratou apenas de um problema entre "uma entidade patronal [TVI] e um comentador contratado [Marcelo Rebelo de Sousa]", que levou à cessação do contrato deste último (Nuno Melo em 17/11/2004).

Não é a primeira vez que a TVI surge associada a casos que se tornam arma de combate político. Em 2004, durante o curto consulado de Santana Lopes como primeiro-ministro, o Governo era sistematicamente fustigado pelos comentários de Marcelo Rebelo de Sousa. O ministro dos Assuntos Parlamentares perdeu a paciência. Rui Gomes da Silva acusou o ex-líder do PSD de protagonizar uma "cabala" contra o Governo, que também envolveria os jornais Expresso e Público, tanto mais que os seus comentários não autorizavam o "exercício do contraditório

sexta-feira, setembro 04, 2009

7 de Setembro (2ª feira): acção pública de sensibilização dos portugueses contra a precariedade e a instabilidade de emprego

Em 2006 entraram nos quadros, em concurso que era anual, acima de três mil docentes. Em 2005 foram quase três mil. Nos últimos três concursos antes do Governo ter interrompido o ajustamento anual, em média, três mil docentes ingressaram em quadro. Para o que já eram as necessidades dos alunos, as respostas que as escolas tinham de dar, bem como decisivos problemas estruturais, por exemplo ao nível das qualificações da população activa, era insuficiente tal número. Por isto mesmo, muitas respostas ficavam por dar e muitos professores acabavam por suprir necessidades permanentes das escolas e do sistema sem que lhes fosse atribuído o correspondente lugar de quadro… Mas, por incrível que pareça, da média de três mil por ano passámos, com este governo e ao fim de dois anos sem ingressos em quadro, para 396 novos docentes em quadro! Pelas regras que o Governo forjou, só daqui a quatro anos é que está previsto o próximo concurso para entradas em quadro. Ao fim de dois anos apenas 396; por vontade do actual governo só em 2013 voltaria a haver ingressos em quadro. No somatório de 2004, 2005 e 2006 entraram cerca de nove mil professores em quadro, número insuficiente para fazer face às necessidades permanentes do sistema. Por opção do governo de Sócrates/PS, em sete anos são criados menos de quatrocentos novos lugares de quadro.

Os Apóstolos da Liturgia Económica

O Zé e a Manela ir-se-ão defrontar com diversos dilemas num futuro Governo:
Crise Estrutural Nacional
Crise Internacional
(o António Borges querendo ser futuro ministro das finanças deveria confessar os respectivos inconfessáveis desígnios patrióticos - Um dos Principais Responsáveis da Actual Crise Internacional: Administrador da Goldman & ..., com a fermentação da especulação financeira).
La ley es una para el clima y la economía
Desenvolvimento Sustentável ou Crise da Globalização?

quinta-feira, setembro 03, 2009

Porque não Devemos Votar no PS ou no PSD - 1

PS nada tem a ver com o PSOE - são associações políticas diferentes (?????).
A PRISA não é controlada por pessoas do PSOE
(?????).
Em Portugal nunca os Governos tiveram qualquer iniciativa de censurar os críticos (Aguiar Branco e Paulo Portas, com Memórias inquinadas, deploraram o fim do Jornal da Noite da TVI das Sextas-feiras, como um caso único de censura pós 25 de Abril).
Estes dois defensores da Liberdade de Opinião, esqueceram-se de que durante o Governo da Incubadora, a TVI foi obrigada a rescindir, pelo Governo de coligação, as Intervenções/Comentários do Prof. Marcelo Rebelo de Sousa.
Agora chegou a vez do Governo do PS evitar
(apesar do Malhador Oficial do Partido fazer uma oração litúrgica, como se estivesse no Muro das Lamentações) que em vésperas de eleições este programa de informação se transformasse num novo centro de oposição, com o alimentar de situações pouco lisonjeiras para o Querido Líder.
Esta posição do PS, do PSD e do PP poderia ser equivalente à lamentação evidenciada por Salazar sobre o homicídio do General Humberto Delgado pela PIDE.

Custos de Oportunidade et alii...

O sequestro de familiares para apropriação ilícita de pensões nem é uma situação anormal, no Portugal Ibérico. Muitas outras situações, quiçá mais graves e menos mediáticas têm-se desenrolado, ao longo dos anos, por esse país fora.
O Factotum de um Alcaide beiral da Galícia, (último mandato nas próximas eleições), casado e com vários filhos, um dos quais, já de idade adulta, deficiente de nascença, tem pautado a sua existência, nos últimos 30 anos, pelo pleno exercício de uma Violência Doméstica escabrosa:
1 - Praticava Boxe com o Cônjuge (ciúmes por ela não se dedicar a outros confortos?).
2 - Nunca contribuiu com qualquer centavo/cêntimo para as despesas domésticas (tinha de manter o estatuto para poder fazer escapadelas extra-matrimoniais).
3 - Apropriava-se da totalidade do valor Pensão de Invalidez/deficiência do filho (a Mãe que pague a crise, na medida em que ela é que foi a culpada de tudo - os dois são casados consaguíneos...).
4 - Por vezes, exigia um subsídio à sua prestimosa esposa para despesas extras.
5 - Agora, pediu divórcio, talvez por ter engravidado uma baiana, mais apetitosa e pediu ao Tribunal que a ex esteja obrigada a dar-lhe uma Pensão de alimentos/sobrevivência, assim como o de continuar a ser reconhecido como Tutor/administrador da pensão do filho, na medida em que a sua reforma de Funcionário Público ser inferior à reforma dela.
Os Organismos Tutelares de Protecção de Menores e a APAVE sabem desta e de outras situações; mas como o Cusco está ligado ao Poder, os tentáculos do Polvo salvaguardam a existência de Decisões menos apropriadas para os interesses patrióticos do desenvolvimento local.

Os Provedores dos Professores...

Não sabíamos, mas o véu foi levantado, nos últimos dias pelo Zé e pela Marilu, quando lavados em lágrimas de caimão, confessaram que teria havido interferências nas comunicações entre os Emissores/Tutela e os Receptores/Professores, ou seja, estes malandros parasitários da educação demonstraram não terem habilitações/competências para compreenderem o sentido patriótico de cada uma das mensagens.
O Governo, segundo o Zé, devia descodificar a conceptualização das reformas; isto é, onde o ME queria sucesso, os professores confundiram com facilitismo.
Ontem, o Zé, o S.G. do PS nunca soube assumir que as políticas educacionais podiam estar erradas ou mal formuladas, o que pressupõe que ir-se-ão manter, se o PS voltar a obter uma nova maioria absoluta.

quarta-feira, setembro 02, 2009

Declarações de Amor-Ódio - O Regresso

O Reencontro
Hoje Catherine Deneuve ir-se-á encontrar, no parlatório da IVT, para destilar toda a sua peçonha artística, com o seu alter-ego, quiçá seu heterónimo, Pinto de Sousa Junior.
Durante os fugazes encontros paralamentares, os arrufos eram mais de carácter formal abstracto do que de substância verbal.
........................................................................
Todos me querem e eu só quero um
Quero o meu amor e não quero mais nenhum
...............................................................................
...........................................................................

terça-feira, setembro 01, 2009

Blitzkrieg

Em 1 de Setembro de 1939, pelas 02h45m (Hora de Portugal Continental) a Alemanha invade a Polónia Ocidental (a URSS apropria-se da parte Oriental no dia 20 de Setembro), com o argumento de que respondia a um ataque provocatório desencadeado por alegadas tropas polacas (a Indonésia, antes de invadir Timor Loro Sae, durante cerca de 6 meses, delineou estratégia semelhante, mesmo quando eliminou jornalistas australianos).
Na verdade, durante 3 meses a Alemanha concentrou, ao longo dos 2 200Km de fronteira, artilharia e panzers.
Pelas 21h00m do dia 31 de Agosto, uma companhia de forças das SS (posteriormente mortos para evitar futuras testemunhas incómodas), vestidos com uniformas do exército polaco infiltraram-se em território inimigo e atacaram um posto de controlo de fronteira alemã.
Apesar de todo o potencial de fogo, a Polónia resiste 26 dias aos alemães.
Começava a II Guerra Mundial, por declaração (defensiva) conjunta da França e da Grã-Bretanha, embora nunca tenham iniciado hostilidades militares (excepto pequenas incursões via Sarre) com a Alemanha (a Linha Maginot era o muro de defesa da Europa Ocidental).

Vacaciones están llegando...

Hoy estamos en Garb de los moros y mañana también...
Volveremos en 2010...
Durante a nossa travessia do deserto, estaremos atentos e iremos comentar disparates com outros disparates.