Bayard Demaria Boiteux (1916 - 2004)

NA ESCOLA, TAL COMO NO MUNDO, TODOS SOMOS PROFESSORES E TODOS SOMOS ALUNOS.
(Faculdade Economia Porto)

quinta-feira, abril 24, 2014

No dia 18 de Janeiro de 2013, na sequência de um conjunto de ocorrências, junto da Escola Secundária Alberto Sampaio, com Moinas a arejarem os ambientes com Gás Pimenta (smartshop da 2ª esquadra...?) sobre alunos, professores e funcionários que provocarm o Caos e vítimas (alunos) com entrada nas urgências do Hospital deu origem a diversos processos de averiguações, por parte da PSP.
Os Moinas da PSP alegaram resposta à defesa da sua integridade física e profissional, relatando danos corporais, em 12 dos cerca de 19 agentes presentes, que ficaram com Hematomas, Sangue que escorria, como cascata, das cabeças ocas, e Fardas em Fanicos (incluindo ceroulas descaraterizadas, cuecas às bolinhas lixíviadas, fraldas destruídas and quem sabe, sex lingerie déchire, etc.).
Agora, em Abril de 2014, algumas das vítimas, passaram a arguidas e irão ser presentes a Tribunal, respondendo sobre o grau de incitamento à desobediência, à criação da desordem pública, ao facto de participarem numa manifestação ilegal (sem autorização) e pelos danos Patrimoniais e Não Patrimoniais que infligiram sobre os agentes da autoridade, os fardados e os Outros.

domingo, abril 13, 2014

Regresso ao Futuro da ferrugem...

Assunção - o problema do MFA é deles, que ela já arranjou um tacho à custa deles
Barroso - na luta da classe operária contra o capitalismo, a Escola de Salazar é que era.
Rangel - o Goebbels dos 36 000 €/mês à custa das pensões indexadas às oportunidades eleitorais
Santana - ainda com o problema das santas incubadoras
Cavaco  - o princípio de que alzheimer político está para durar até ao fim dos amigos da Sueca...
Coelho - a arte de mentir com a verdade da mentira...
Portas - desconhece o que já fez, sobre os novos cortes...

terça-feira, abril 08, 2014

Crato que se cuide da concorrência...

ProfMat 2014 promovida pela APM realiza-se, a partir do dia 9 de Abril, na ESAS (agrupamento de escolas em Braga), em torno de 3 encruzilhadas:
  1. Que Matemática queremos para os nossos alunos?
  2. Que professores queremos ser?
  3. Que Educação queremos hoje
Os estrangeiros virão porque se inscreveram...
A SPM, quiçá para manter as devidas distâncias, reunir-se-á em junho, claro está, nas instalações de uma universidade e abordará temas mais de natureza científica... e com alguns convidados estrangeiros de origem lusa
Nuno será o convidado de honra.

quinta-feira, abril 03, 2014

Manipulações dos Filhos da Bófia...

Um eventual deserdado, recebe instruções da loira e do ex-aluno, para ter um briefing com os homens das notícias falsas, de forma a serem manipulados para uma sucessiva manipulação de informações.
Passos mente; Guedes mente; Imaturo mente e todos têm razão, porque o espetáculo ainda agora começou:
  1. Cortes nos salários em função da descendência e da ascendência que habita por metro quadrado
  2. Cortes nas pensões em função inversa ao número de anos próximo para passagem a defunto
  3. Cortes nas poupanças bancárias em função do número de anos sem levantamento ou se houver necessidade de haver um 2º resgate cautelar ou reestruturação da dívida.
  4. Cortes nos rendimentos, se os votos na maioria e no PS continuarem a darem luz verde ao euro
  5. Aumento do número de funcionários públicos a dispensar, cerca de 132 000, a serem requalificados, para o sistema de mobilidade irrevogável, para o desemprego;
  6. Privatização da gestão da escola pública e do resto dos centros de saúde e hospitais públicos
  7. Reunificação de municípios
  8. Valor patrimonial (Finanças) dos imóveis condicionará nível de salários e pensões, em sede de declaração anual de IRS
  9. ADSE e CGA/Segurança Social serão transferidas, sob concurso, para entidades seguradoras
  10. Fim de rendimentos suplementares dos agregados familiares, quando existe um rendimento principal superior a 2 500 € (Pensões de sobrevivência; Subsidio de maternidade; Subsidio desemprego; Pensão invalidez; Pensão de deficiência; etc.)
No entanto, não parece oportuno alterar os vencimentos dos Deputados portugueses ao Parlamento Europeu que rondam os 34 000 €/mês e suportados pelo OGE de Portugal (34 000€ * 14 meses * 21 deputados = 999 6000 € anuais)