Bayard Demaria Boiteux (1916 - 2004)

NA ESCOLA, TAL COMO NO MUNDO, TODOS SOMOS PROFESSORES E TODOS SOMOS ALUNOS.
(Faculdade Economia Porto)

domingo, maio 25, 2014

Eleições para Diretor no Agrupamento Escolas Alberto Sampaio de Braga...

Sexta feira, realizou-se a primeira volta, entre 3 candidatos, mas como nenhum teve 50%+1, passaram à segunda volta os dois mais votados, votação a realizar no dia 26 de Maio; 
Os apoiantes de um deles, formado pelo duo partidário do arco da governação nacional, decidiram enviar mensagens intimidatórias à dignidade dos elementos do CGT que, aparentemente, não votarão neles...
Será que já houve subornos?
A democracia para PS e PSD passará pela eliminação da concorrência, tal como a PIDE fazia?
Roque&Amiga tudo têm feito como se já estivéssemos no Zimbabwe...

sexta-feira, maio 16, 2014

Diretores para a Vida eterna...?

Os concursos para a cruel vida de diretor, cheia de tormentos, estão em marcha, nos novos agrupamentos de Braga (todos falam em sacrifícios, mas todos desejam o tacho...):
Na Alberto Sampaio, todos os 3 candidatos foram ouvidos pela maioria (deviam ser todos) membros do CGT embora, perante a ausência de alguns dos notáveis desse conselho, possamos estar perante uma tentativa de anular/impugnação de todo o processo eleitoral, se determinado candidato tiver um resultado, abaixo das respetivas expetativas...
Mesmo, alguns dos membros deste CGT, estarão a jogar em vários tabuleiros, por causa de familiares que lá trabalham...
No Agrupamento Carlos Amarante, como só havia uma única candidata, os seus pares decidiram eliminar todos os processos regulamentares, até que alguém do CGT puxou dos respetivos galões e exigiu audiência/oral da Hortense perante todos os membros do Conselho, tal como estava regulamentado pelo respetivo Regulamento Interno.
No do Sá de Miranda, o Grilus, vendo que não tinha qualquer apoio, dentro do CGT, decidiu não se candidatar, deixando caminho livre à Antonieta (herdeira testamentária do Fausto) e ao professor escritor; claro que, este tem remotas hipóteses de se guindar ao cume mor...

quarta-feira, maio 07, 2014

Chamadas de valor acrescentado...



As chamadas de valor acrescentado são um grande negócio para os canais de televisão, para a PT, Finanças e para os bancos. Todos ganham. Os canais de televisão e a PT ganham uma percentagem das chamadas, as Finanças ganham o IVA e os bancos ganham uma taxa por cada transação que o vencedor efectua com o cartão de crédito que ganha.
Todos os dias os espectadores dos canais genéricos de televisão são aliciados para ligarem para os números que passam constantemente em rodapé e se habilitarem a determinada quantia.
“Ligue o 760……. e fique imediatamente habilitado a ganhar 60 000€ (valor garantido...)”.
Há programas cuja existência se deve apenas ao concurso, onde os apresentadores conseguem estar quarenta e cinco minutos a falar de nada, a aliciarem constantemente quem os está a ver.
Os mais incautos são os idosos, que caiem neste embuste e gastam mais do que podem não tendo meios de pagar a conta telefónica quando a recebem.
Os apresentadores, bons profissionais, colaboram nesta burla, pois além de propagandearem o concurso vezes sem conta durante horas, chegam ao ponto de perguntar ao vencedor o que vai fazer com o dinheiro, sabendo perfeitamente que não há dinheiro nenhum em jogo, o que há é um cartão de crédito de um banco que o vencedor é obrigado a aceitar e a assinar um documento emitido pelo banco como recebeu aquele valor, que na realidade não recebeu e se não assinar não recebe. Assinando, recebe um cartão de crédito no valor do prémio anunciado que só lhe permite pagar despesas durante um determinado período de tempo, pagando uma taxa elevada por cada despesa paga. 
Se o prazo expirar perde o saldo que lhe restar.
No regulamento dos prémios é mencionado que os valores são pagos em cartão de crédito, então porque é que a publicidade do concurso não só omite esta forma de pagamento como engana os correntes levando-os acreditar que o prémio é pago em dinheiro?
Onde estão as entidades reguladoras e fiscalizadoras que pactuam na venda de gato por lebre?

sexta-feira, maio 02, 2014

Maiores de 65 anos no corredor da morte?

Uma diretiva do ministério da saúde determina que, nos hospitais públicos, haja uma contenção acentuada nos Custos, relativamente às pessoas com idade superior a 65 anos:
  1. Cada clínico só poderá passar receita para 5 embalagens de medicamentos em cada consulta.
  2. Exames médicos, como TAC, Ressonâncias, etc., não poderão ser requisitados, exceto em casos de gravidade visível.
Os clínicos que não seguirem os normativos poderão ser responsabilizados criminalmente (?).
O Ministério da Saúde também poderia emitir uma Portaria sobre a proibição de os clínicos fazerem, à revelia da vontade do doente, experiências terapêuticas sobre efeitos de novas moléculas, como se estivessemos num qualquer país africano.